Diferença Pérola e Madrepérola

Qual é a Diferença entre Pérola e Madrepérola?

Confira a diferença entre Pérola e Madrepérola: Se você gosta de joias e acessórios, com certeza já deve ter encontrado opções de pérola e madrepérola.

Entretanto, talvez nem ao certo saiba qual é a diferença entre as duas opções.

É um questionamento relativamente comum, onde alguns pensam que a pérola é a “verdadeira”, enquanto a madrepérola é a “falsa”, mas neste artigo você verá que não é bem assim.

Se você deseja entender mais sobre essas lindas composições, fique conosco até o final. Além disso, fique por dentro de várias dicas para escolher as suas joias sem errar.

Pérola e madrepérola: qual a diferença?

Para entender a diferença entre pérola e madrepérola é mais conveniente avaliar cada material individualmente, confira:

O que é madrepérola?

Primeiramente, vamos a um pouco de biologia. As conchas dos moluscos que são bivalentes (aqueles que possuem duas conchinhas) são extremamente comuns no Brasil e você provavelmente já pegou uma em alguma praia.

QUE TAL 5% DE DESCONTO? Cadastre-se e receba o cupom no seu e-mail!

Elas possuem uma característica composição que, a depender do caso, tornam-se muito valiosas no mercado de joias. O que ocorre é que o interior dessas conchas possui um revestimento denominado Nácar.

Este Nácar é rico no elemento calcário, sendo o motivo da rigidez e do brilho da concha (é um brilho muito característico, parecendo muito iluminadores de maquiagem).

A madrepérola é justamente essa camada de nácar, a qual possui um brilho bem perolado.

O seu valor mais em conta quando comparado com a pérola não é por não ser verdadeira, mas pelo simples fato de ser mais facilmente encontrada. A diferença de valor não tem a ver com a inferioridade do material.

O que é a pérola?

A pérola, em contrapartida, é um elemento bem distinto da madrepérola e traz particularidades diferentes.

Apesar das diferenças, ela também é formada no interior dos moluscos bivalentes, mas elas só se desenvolvem se houver um cenário bem particular.

Quando ocorre a entrada de um organismo estranho, como um simples grão de areia, o animal vê aquilo como uma ameaça. Para se defender começa a englobar aquele grão de areia com o Nácar.

E a partir daí é que se forma aquela pérola redondinha e bem característica. Quando o processo ocorre de forma natural, a pérola pode demorar até 3 anos para ser produzida.

O visual da pérola nem sempre é redondinho, quando são formadas em água doce podem ficar com formatos bem irregulares. Além disso, também há uma variedade de cores (inclusive a pérola negra).

Como é um processo muito demorado, hoje em dia há produção de pérola com a interferência da ação humana. São as pérolas de menor valor no mercado, pois não foram desenvolvidas de forma absolutamente natural.

Então, de modo geral, pérola e madrepérola são distintas, mas são provenientes da mesma origem. Na verdade, a madrepérola é a matéria prima para fazer a pérola.

Madrepérola e seu significado místico

Entendida a diferença entre pérola e madrepérola, vale falar um pouco do significado místico desta última opção.

Este material é considerado a filha do mar, estando a madrepérola muito relacionada com questões familiares, principalmente no que tange maternidade e sensibilidade.

O seu uso é associado à proteção da nutrição maternal e à Mãe Universal, sendo um ótimo amuleto para mães e crianças. O próprio nome traz essa referência com o pré-fixo “madre”, que significa mãe.

Também tem forte apelo ao zodíaco, sendo relacionado com os signos de peixes, aquário e câncer.

Dentre as características e efeitos que a madrepérola pode causar, podemos citar:

  • Permite o estímulo à imaginação e à sensibilidade
  • Aumenta a capacidade de intuição
  • Traz equilíbrio à vida
  • Equilibra os estados emocionais
  • Maior resiliência em situações problemáticas e cheias de tensão.
  • Proteção
  • Riqueza
  • Prosperidade
  • Ajuda na compreensão e compaixão
  • Protege contra cargas negativas
  • Expõe a beleza interior

Principais acessórios em pérola e madrepérola

E, depois de tudo isso, onde usar pérola e madrepérola? As aplicações acabam sendo semelhantes, mas o estilo de cada uma traz aos acessórios é bem diferente.

A pérola é uma opção mais fina, elegante, sofisticada e delicada. Não que a madrepérola não seja, principalmente quando trabalhada de forma mais delicada, mas ela por si só já traz um estilo mais despojado e até mesmo praiano.

Veja como usar pérola e madrepérola no seu dia a dia e arrase no visual, independente da ocasião:

Brincos em pérola e madrepérola

Os brincos de pérola normalmente são bem delicados. O modelo mais comum é justamente uma única pérola, a qual pode aparecer em uma base de ouro ou até mesmo sem nada.

Outra opção é uma versão um pouco maior, onde a pérola fica pendurada pela estrutura do brinco.

Também é possível fazer algumas peças cravejadas com pérolas caso elas ainda estejam bem pequeninhas. É super delicado, mas ao mesmo tempo chama a atenção.

No caso da madrepérola, normalmente os brincos são feitos em “chapas” do material. Eles costumam ser maiores e normalmente são redondos.

É possível fazer pequenos pingentes com esse material, sendo ideal para combinar com a prata, por exemplo.

Normalmente os brincos de madrepérola são maiores e menos delicados, mas isso não quer dizer que não sejam elegantes.

Pulseiras em pérola e madrepérola

As pulseiras de madrepérola são mais comuns, normalmente há pequenas peças na corrente, formando uma pulseira com bastante movimento.

No caso da pérola, o mais comum são as pulseiras de bolinhas, mas não feitas totalmente em pérolas. Elas são distribuídas de forma espaçada, caso contrário ficaria muito grosseiro na maioria dos modelos.

Colares em pérola e madrepérola

Os colares de pérola e madrepérola são bem distintos no estilo. Primeiramente, impossível falar pérolas sem citar o modelo mais clássico: um colar feito inteiramente com as bolinhas.

É um dos modelos mais famosos e está sempre no pescoço de grandes celebridades.

Entretanto, há também o modelo bem singelo e delicado com uma única pérola em uma corrente de ouro. É extremamente elegante e sofisticado, ideal para um jantar.

No caso da madrepérola, normalmente ela aparece como forma de pingente na corrente.

Anel em pérola e madrepérola

Os anéis em pérola são os mais comuns. Mas normalmente são constituídos apenas por uma única pedra no centro do anel.

Nesses casos, normalmente há uma base de ouro para na pérola para dar um melhor acabamento.

Presilhas em pérola e madrepérola

A pérola também pode estar presente em presilhas, ou seja, acessórios de prender o cabelo. Dá um grande charme para o visual e traz muita delicadeza.

Diferença Pérola e Madrepérola
Diferença Pérola e Madrepérola

Madrepérola e pérolas com ouro

Já citamos algumas vezes ao decorrer deste texto a combinação de pérola e madrepérola com ouro. De fato, é uma combinação muito incrível, principalmente quando estamos falando da pérola.

A madrepérola é um material mais versátil, podendo combinar com qualquer tipo de material. Ela pode ser uma joia fina ao ser elaborada com prata ou ouro, mas também pode constituir um acessório lindo bem praiano com cordões.

É realmente ir do 8 ao 80, não é mesmo? Mas, de fato, este material é muito eclético quanto à sua aplicação.

A pérola já é um pouco mais restrita quanto a isso, pois realmente exige materiais mais finos para ornar bem.

A prata e o ouro branco são boas recomendações, mas o mais tradicional é o ouro amarelo.

Mas, claro, isso fica totalmente a critério de cada um. Não há certo ou errado nesse sentido, pois todas as combinações ficam deslumbrantes. Estamos apenas levantando o que é mais comum.

De qualquer maneira, é muito importante que o tipo de ouro seja, de fato, criterioso.

Quando estamos falando em joias de pérola e madrepérola o ouro 18 k é a opção mais recomendável.

Isso se torna ainda mais emblemático quando estamos falando da pérola, pois é um material de alto valor no mercado.

Sendo assim, não haveria muita lógica investir em uma pérola verdade e, em contrapartida, apostar em um ouro que não seja de melhor qualidade.

Diferença entre ouro 18 k e outras variações

E aproveitando que estamos falando das combinações de pérola e madrepérola com ouro, que tal entender de vez do que trata o ouro 18 k.

Você já ouviu alguém falando que determinada joia é de ouro puro? Bem, podemos te garantir que isso é mentira. Apesar de o ouro 18 k ser muitas vezes associado dessa forma, isso é um grande equívoco.

Isso porque o elemento ouro não possui resistência suficiente para compor uma joia. Ele é um material extremamente maleável e não aguentaria o processo de conformação da joia.

Para resolver essa questão, há a mistura de metais secundários na liga, os quais irão promover resistência ao material, possibilitando a fabricação de anéis, brincos, colares e outros objetos em ouro.

O ouro 18 k é considerado o melhor porque ele possui 75% de ouro e apenas 25% de metais secundários. Ou seja, você estará comprando uma joia com quantidade alta de ouro.

Esta proporção irá promover uma liga resistente, com brilho, durável e não reativa.

Agora, há versões que levam menos ouros e mais metais secundários, como é o caso do ouro 16 k, 14 k, 10 k e assim por diante.

Um anel de ouro 16 k, por exemplo, é de boa qualidade e provavelmente durará por anos, mas não tanto quanto o ouro de 18 k.

Então, se você pretende efetivamente adquirir uma joia de pérola e madrepérola, a sua escolha deve ser ouro 18 k.

Caso o valor seja um determinante, uma das opções e escolher a prata. O metal é mais barato e ainda assim é uma liga nobre.

Diferença entre ouro branco x amarelo x rose

Aprofundando ainda mais nessa questão das joias, você sabe qual é a diferença do ouro a partir de suas cores?

Entendendo como são feitas as joias de ouro fica mais simples compreender o porquê de o ouro ter cores diferentes.

No caso do amarelo, o elemento ouro é misturado com o metal secundário cobre, mantendo um tom muito semelhante ao ouro in natura.

Já o ouro branco é uma mistura de ouro com prata, paládio ou níquel. Prata e paládio são as misturas mais convencionais.

O fato de esses metais secundários serem mais caros que o cobre é o motivo de o ouro branco ter maior valor no mercado.

Já o ouro rose é um meio termo. Ele é uma mistura de ouro com cobre e prata, proporcionando um aspecto mais rosado à peça.

Apesar de o ouro rose não ser tão clássico quanto as outras duas opções, está vindo forte nas tendências do mundo joalheiro.

A combinação de ouro rose com a madrepérola, por exemplo, é muito interessante, pois a “pedra” tem algumas nuances rosadas pelo seu aspecto perolado.

Mas, enfim, a escolha do tipo de ouro no que tange à sua cor é relacionada com o gosto de cada um.

Pérola e madrepérola: servem como joias de casamento ou noivado?

Será que pérola e madrepérola combinam com cerimônias e pedidos de casamento? Na verdade, não é muito convencional apostar nesse tipo de joia para tais ocasiões.

A pérola até pode ser utilizada em um anel de noivado, por exemplo, em um modelo bem clássico e singelo. Mas a madrepérola realmente não é a melhor das opções para casamentos ou noivados.

Anel de Noivado

Nesses casos, os anéis mais tradicionais de diamantes, esmeralda, rubi e afins acabam sendo mais requisitados.

Mas, claro, como já dito anteriormente, não há nenhum tipo de regra. Você pode escolher o modelo que achar melhor, mas isso acaba fugindo do convencional.

Enfim, as diferenças da pérola e madrepérola são bem perceptíveis visualmente, mas quando escutamos apenas os nomes podemos nos confundir.

Ambos são materiais muito bonitos e estão presentes em diferentes tipos de joias, cada qual com o seu propósito.

Tente sempre escolher produtos de boa qualidade para que as suas expectativas sejam atendidas e não deixe de priorizar o ouro de 18 k caso haja a possibilidade, pois a joia durará uma eternidade. E aí, entendeu de vez a diferença entre pérola e madrepérola? Qual das duas opções você estava procurando? É possível encontrar diversos modelos, tanto nas lojas físicas quando nas lojas pela internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.