Tudo Sobre Banho de Ródio

Tudo Sobre o Banho de Ródio

Confira tudo sobre o banho de ródio: Está cada vez mais comum ver na descrição de joias que as mesmas possuem detalhes em ródio ou são banhadas no mesmo material. Peças brilhantes, com uma luz especial, aliás brilho é a palavra que resume o currículo do metal ródio.

Ele é o revestimento de muitas joias confeccionadas em ouro branco e é responsável por trazer vida aos tons prateados. Por sua resistência e brilho, o ródio é muito utilizado na indústria joalheira na etapa de acabamento.

O banho de ródio dá mais brilho e vivacidade às joias e semijoias, enobrecendo, assim, a aparência delas. A técnica consiste em submeter as peças a condições químicas e térmicas especiais, o que, além de garantir um ótimo efeito estético, ajuda na proteção.

Peças com acabamento em ródio possuem uma camada extra de proteção contra arranhões, além de um brilho mais intenso que as feitas apenas com Prata ou Ouro Branco.

Mas você sabe o que isso significa? Então continue lendo esse artigo que vamos te explicar tudo sobre esse material tão valioso.

 Mas afinal, o que é o banho de ródio?

O ródio (Rh) é um tipo de metal muito usado para o acabamento em joias e semijoias, principalmente com o objetivo de dar liga a outros metais, como a prata e o ouro, e conferir a eles maior durabilidade e um aspecto mais brilhante. Da família da platina, ele foi descoberto pelo químico inglês William Hyde Wollaston no começo do século XIX, mais precisamente em 1.803.

QUE TAL 5% DE DESCONTO? Cadastre-se e receba o cupom no seu e-mail!

É encontrado com mais facilidade em lugares como a Rússia e a África do Sul. Outra característica importante desse metal é que ele consegue manter o brilho nas mais diversas condições atmosféricas. Também é raro, tem alto valor e não é facilmente encontrado na crosta terrestre.

No universo da joalheria, ele é conhecido como ródio branco, já que dá um aspecto prata aos objetos. Entretanto há a versão negra, que é aquela misturada ao grafite escuro. Existe, portanto, mais de uma forma de incorporá-lo a outros metais, segundo as pretensões estéticas exigidas pelo cliente.

O banho com esse elemento químico é um processo galvânico de aplicação de uma camada fina da substância para elevar o status da peça e garantir sua característica antialérgica. Pode ser feito por joalheiros e empresas especializadas em peças originais ou já usadas.

Por sua resistência e brilho, o ródio é muito utilizado na indústria joalheira, na etapa de acabamento de joias de prata e ouro branco. A liga de ouro branco 18K, que é formada por 75% de ouro e 25% de outros metais brancos, como prata, zinco e paládio, possui um leve aspecto amarelo acinzentado.

No entanto, há joias que não foram desenhadas para possuir esse tipo de característica. Assim, quando o design de uma joia demanda um prateado vivo e brilhante, o joalheiro banha a liga de ouro branco em ródio.

Joias de prata com banho de ródio


Já no caso das joias em prata, que é um metal relativamente mole, o banho, na maioria das vezes, é dado para se criar uma camada protetora, já que o ródio é o metal da família da platina mais resistente a manchas e arranhões.

Outro termo habitualmente usado na joalheria é o Ródio Negro. Nessa técnica, acrescenta-se ao ródio alguns elementos que tonalizam a cor natural sem prejudicar seu brilho ou resistência. Seu tom escurecido faz com que o Ródio Negro seja muito valorizado na confecção de joias e realce ainda mais a cor naturas de gemas preciosas.

Duas curiosidades: esse curioso elemento químico é marcado pela alta resistência, sendo por causa dela que o revestimento em ródio traz camadas tão importantes de proteção e qualidade. Além disso, é pouco oxidante. Outro ponto interessante do ródio é a sua potência quando o assunto é refletir luz.

Ele é um dos elementos capazes de manter o reflexo em diferentes condições atmosféricas, o que resulta em um brilho intenso, que nem a prata alcança.

Como é feito o banho de ródio?

Normalmente, o processo se inicia com a limpeza das peças. Costuma-se utilizar um desengraxante que tira impurezas como a gordura e a poeira. Em seguida, aplica-se uma camada de cobre alcalino a fim de selar o objeto.

Depois, as peças passam por uma água purificadora e por um processo conhecido como ativação. Esses dois recursos sempre permeiam as etapas que compõem o procedimento.

O próximo passo, então, é nivelar o objeto por meio do cobre ácido.

Essa parte da técnica é responsável por conferir brilho ao produto. Depois, o banho em paládio e estanho garante que o material não tenha propriedades alérgicas. Finalmente, há o banho em ródio e a finalização do acabamento.

Durante a vida útil de uma semijoia, esse processo pode ser feito inúmeras vezes para garantir seus benefícios. Tudo é feito em maquinário específico e regulado. Por isso é importante que você procure um excelente profissional.

Durabilidade do Banho de Ródio

Infelizmente, o banho de ródio não é eterno, logo, pode ser necessário que a peça passe pelo processo novamente. Seu tempo de duração pode variar de acordo com a qualidade do banho e frequência com que a joia é usada.

Um bom exemplo é pensar em um anel de noivado. É uma joia usada todos os dias pela mulher, mesmo antes do casamento. Como a maioria mantem o anel no dedo após o casamento, a joia fica muito em contato com situações de dano.

O normal é que a camada rodinada dure, em peças assim, por um tempo de aproximadamente dois anos.

Uma dica: para garantir que os efeitos do banho de ródio durem por mais tempo busque empresas especializadas que estejam de fato capacitadas para realizar esse tratamento químico.

A boa realização dessa atividade é fundamental para garantir que as peças apresentem as qualidades desejadas pelo tempo correto. Também é importante solicitar a retirada dos resquícios dos processos anteriores antes de aplicar um novo banho de ródio nos materiais.

Além de todos os pontos, é preciso lembrar que a vida útil depende da qualidade do banho e da espessura da camada de ródio: camadas mais grossas possuem maior a durabilidade.

Confira um resumo das etapas do banho:

  • Limpeza das peças
  •  Selagem das peças com submersão no cobre alcalino
  • Passagem pelo cobre ácido para nivelar as peças
  • As peças passam por um banho antialérgico
  • Banho do metal nobre desejado: ouro, ródio, prata
  • Banho final para acabamento

Entre todas essas etapas as peças são lavadas nos banhos d’água específicos e também passam por água corrente. Para que elas sejam preservadas o tempo todo. Ao final desse processo, às peças banhadas em ródio adquirem um brilho intenso e também uma camada de proteção, que assegura a durabilidade da peça.

Então, o banho de ródio compreende um processo de várias etapas em que as joias e semijoias são submetidas. Para adquirir o brilho e acabamento desejados, as peças são submersas em substâncias químicas e condições térmicas especiais.

Aliança em Ouro com Filete de Ródio
Aliança em Ouro Amarelo e Ródio Branco

Composição

O Ródio é um metal precioso do mesmo grupo da Platina cuja principal característica é a durabilidade e brilho intenso. É muito raro na natureza. Sua resistência faz com que seja muito usado em aparelhos eletrônicos e automotivos, e seu brilho passou a ser muito valorizado na joalheria.

O efeito reluzente do Ródio faz com que detalhes nesse material sejam acrescentados às peças com Ouro Amarelo, seja na sua forma pura para dar um toque prateado na peça ou embaixo das pedras para aumentar seu brilho.

O banho com esse elemento químico é um processo galvânico de aplicação de uma camada fina da substância para elevar o status da peça e garantir a sua característica antialérgica. 

Por isso, o banho de ródio pode ser feito por joalheiros e empresas especializadas em peças originais ou negócios especializados em galvanização.

Onde é usado/aplicado o ródio

As peças de ouro branco, com o seu alto brilho prateado, podem apresentar essa característica por causa do uso deste tipo de banho. O ouro por si só é um material muito maleável que precisa de outros componentes para garantir uma maior resistência ao produto confeccionado.

É justamente o banho de ródio que vai dar o acabamento a qualquer peça de ouro branco que é exposta com extremo brilho e cor prateada nas prateleiras, já que elas, naturalmente, têm coloração levemente amarelada. Assim, a técnica é essencial para garantir peças de ouro branco no tom que conhecemos.

No entanto, o banho de ródio, por reavivar a cor e deixar os acessórios mais brilhantes e intensos, pode ser aplicado em joias em prata ou ouro branco.

O ródio também é colocado nas ligas de joias em prata, para proporcionar uma melhor rigidez ao metal, que quando puro é muito mole. Por isso, além de proteger por fora o ródio é um metal que garante a firmeza de joias feitas de metais mais moles.

Viu só como o banho de ródio pode trazer inúmeros benefícios para as semijoias? Ele confere brilho e vivacidade às peças, além de aumentar a durabilidade do material. Vale a pena a repetição do processo de tempos em tempos, para garantir que as peças nunca percam as suas propriedades de proteção e sua beleza estética.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *